Trabalho voluntário é fundamental para funcionamento do Instituto Nossa Senhora de Lourdes

Trabalho voluntário é fundamental para funcionamento do Instituto Nossa Senhora de Lourdes

Trabalho voluntário é fundamental para funcionamento do Instituto Nossa Senhora de Lourdes

Você sabia que o Instituto Nossa Senhora de Lourdes (INSL) é uma organização sem fins lucrativos? Atuamos em Palmas desde 2005 com reabilitação física e intelectual e projetos sociais para pessoas em situação de vulnerabilidade.

E um personagem extremamente importante para nós, e que está por trás de todas as nossas realizações, é o voluntário, alguém que doa tempo, dedicação, profissionalismo e amor em prol do próximo e da comunidade em nossa instituição e nos ajuda a manter nossas ações.

Por que ser voluntário?

As razões para ser voluntário e fazer o bem são inúmeras. Mas, só para você poder visualizar melhor, veja alguns motivos para fazer voluntariado:
• Aprender novas habilidades e adquirir experiência em áreas de interesse
• Conhecer novas pessoas e realidades
• Ampliar sua perspectiva e visão de mundo
• Melhorar o seu currículo
• Adquirir autoconhecimento
• Retribuir por tudo de bom que você recebeu na vida
• Melhorar sua comunicação com a possibilidade de conviver com pessoas de todas as idades, religiões e condições sociais
• Repensar suas escolhas e seu estilo de vida
• Ser mais feliz! É muito gratificante fazer trabalho voluntário

Doando tempo, trabalho, dedicação e amor

Voluntária do INSL, Maura Martins teve seu primeiro contato com o voluntariado aos 17 anos, quando ainda morava na cidade de Belo Horizonte (MG). De lá para cá, nunca mais largou a prática, nem mesmo com as inúmeras mudanças de cidades que fez com a família. “O voluntariado tem muita importância na minha vida e já se tornou presente no meu dia a dia. Quando diante de qualquer circunstância, automaticamente meu coração pergunta: como posso ajudar?”, conta.

Em todos esses anos, o episódio que mais a marcou foi quando ajudou uma mãe que passava por problemas graves com o seu filho doente. A dedicação foi tanta que Maura levou os dois para a sua casa, devido às condições de pobreza em que viviam. “Ainda tenho na lembrança o menininho que saiu lá de casa parecendo um principezinho”, relata.

No canto direito da foto, Maura trabalhando como voluntária na equipe de saúde do Centro de Reabilitação Nossa Senhora de Lourdes no Primeiro Círio de Nazaré em Palmas (TO)

No INSL, Maura contribui principalmente com captação de recursos e organização de eventos, e não pretende parar tão cedo. “Aqui as pessoas caminham de mãos dadas, oferecendo muito mais que serviços de saúde, dando o que nós, como pessoas, necessitamos: carinho, atenção, respeito, amor. Cada paciente é tratado com dignidade e com compreensão e por isso os resultados são surpreendentes”, declara.

Por fim, a voluntária explica que o segredo é sempre pensar no resultado positivo para a sociedade.”Cada pessoa que ajudarmos será uma pessoa mais feliz, com uma qualidade de vida melhor… Será mais uma família assistida, mais um doente recebendo tratamento, mais um idoso recebendo cuidados, mais uma criança na escola. Enfim, serão pessoas saudáveis, crianças e jovens bem encaminhados, o futuro da humanidade. E estamos aqui para caminharmos de mãos dadas, um ajudando o outro. Só assim chegaremos todos ao destino final”, conclui.

Como ser voluntário no INSL

O INSL recebe voluntários desde 2005, ano de sua fundação em Palmas. De acordo com a analista administrativa e de RH do Centro de Reabilitação, Jamilli Cruz, o voluntariado vive uma relação solidária com o próximo. “Além disso é uma excelente maneira de doação de tempo e participação ativa para sanar problemas da sociedade”, avalia.

Segundo ela, o INSL tem um quadro de funcionários muito pequeno, por ser uma entidade filantrópica, e necessita sempre de pessoas que contribuam com suas atividades. Para fazer parte da equipe de voluntários, é necessário ter no mínimo 16 anos, disponibilidade de tempo e preencher o formulário “QUERO SER VOLUNTÁRIO” em nosso site.

Após a admissão do voluntário, de acordo com sua área de preferência, é assinado um termo com base na Lei 9608. “Como não há vínculo empregatício e não existe um contrato, o voluntário pode exercer suas atividades na instituição até quando desejar, podendo interromper o voluntariado a qualquer momento”, explica Jamilli.

Por fim, há a entrega de um certificado de horas conforme a necessidade do voluntário 😉

Ficou interessado em ser nosso voluntário?

Acesse agora www.insl.org.br/voluntariado e inscreva-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *