Sua saúde mental depende do equilíbrio no ambiente de trabalho. Fique atento!

Sua saúde mental depende do equilíbrio no ambiente de trabalho. Fique atento!

Sua saúde mental depende do equilíbrio no ambiente de trabalho. Fique atento!

Neste mês foi comemorado o Dia Mundial da Saúde Mental, instituído em 1992 pela World Federation for Mental Health (Federação Mundial de Saúde Mental) com o objetivo de contribuir, em todo o mundo, para a promoção da saúde mental, da prevenção e de tratamentos adequados para quem padece de distúrbios psíquicos e emocionais.

Agora em 2017, a Organização Mundial da Saúde (OMS) celebrou a data com foco no tema “Saúde Mental no Trabalho”, local onde passamos a maior parte do dia e que, portanto, reflete diretamente sobre nossa personalidade e nosso comportamento.

Desta maneira, é mais que necessária a preocupação com o bem-estar no ambiente de trabalho, uma vez que existem diversos fatores que podem colocar a saúde mental do trabalhador em risco, tais como: condições de trabalho estressoras, falta de atenção aos sentimentos vivenciados pelos indivíduos, mudanças bruscas de rotina, preconceito, racismo e discriminação, entre outros fatores que contribuem para o adoecimento psíquico.

Mas você sabe qual é a principal causa de estresse associado ao trabalho? De acordo com a OMS, as situações de competição, acompanhadas de constantes pressões por resultados cada vez maiores e melhores, podem ter um efeito extremamente prejudicial tanto para o empregador quanto para o trabalhador. Só para que você tenha uma ideia, os transtornos psicológicos já são a terceira maior causa de afastamentos trabalhistas no Brasil — e esses números só tendem a aumentar em empresas que ignoram o aspecto humano de seus colaboradores.

A corda sempre arrebenta do lado mais fraco. Fortaleça-se!

Todo mundo já se encontrou estressado com o trabalho, com vontade de jogar tudo para o alto, fazer as malas e mochilar pelo planeta. Quem nunca? Apesar de ser uma ideia romântica e muito estimulante, também é uma decisão que pode trazer mais dor de cabeça que soluções, já que fugir dos problemas não ajuda em nada.

Para que não chegue a esse quadro de sobrecarga excessiva, a OMS recomenda aos trabalhadores que busquem reconhecer sinais de depressão como:

  • Tristeza excessiva;
  • Falta de esperança;
  • Perda de interesses em atividades que antes traziam prazer;
  • Modificações de apetite e hábitos de sono.

Reconhecidos tais fatores, procurar ajuda profissional (ou simplesmente desabafar com amigos), praticar o autocuidado e melhorar a capacidade de adaptação a novas situações são os próximos passos. Além disso, o indivíduo em situação de estresse pode buscar abertura para conversar com seu empregador sobre suas necessidades emocionais e deve também estar atento aos colegas e prestar seu apoio.

Já para o empregador, as recomendações da OMS são:

  • Modificar fatores que geram estresse no trabalho;
  • Ser flexível e perceptivo com as necessidades pessoais dos funcionários;
  • Facilitar o acesso à atenção em saúde mental.

Ajuda profissional

Não consegue lidar com tudo sozinho e não se sente a vontade para buscar amparo entre os familiares e amigos? Procure ajuda profissional! Em Palmas (TO), nosso centro de reabilitação (CRNSL) conta com a especialidade de PSICOTERAPIA, além de atividades como a Hidroginástica Mix e o Pilates (reconhecidas por seu poder de trazer equilíbrio corporal e psíquico).

Fique atento! Problemas emocionais são silenciosos e podem chegar a quadros graves. Sente que precisa de ajuda? Marque uma consulta pelo (63) 3322-8408. Estamos aqui para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *