Projeto Ecopostal encerra o ano com exposição dos produtos criados pelas mulheres beneficiadas

Projeto Ecopostal encerra o ano com exposição dos produtos criados pelas mulheres beneficiadas

Projeto Ecopostal encerra o ano com exposição dos produtos criados pelas mulheres beneficiadas

O início desta semana foi marcado por um evento muito especial para o Instituto Nossa Senhora de Lourdes (INSL), o qual celebrou o encerramento do Projeto Ecopostal, no dia 21 de novembro. A iniciativa, desenvolvida pela Associação Nossa Senhora de Lourdes (ANSL) em parceria com os Correios e o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) do Jardim Taquari, levou a mulheres desempregadas e sem renda fixa o conceito da economia solidária por meio da criação, confecção e transformação de materiais recicláveis.

 

Desafios e superação

Quem esteve presente pôde ouvir relatos das participantes do curso quanto a seus desafios e superações, além de conferir os trabalhos realizados durante os quase cinco meses de oficinas e palestras. Dentre os itens produzidos pelas mulheres participantes, foram expostos e colocados à venda bolsas, aventais, porta-talheres, carteiras, bonecos, chaveiros e acessórios diversos.

Para a assistente social da ANSL, Mayara Moura, todas as mulheres que integraram e concluíram o projeto Ecopostal estão preparadas para continuar produzindo e, em um futuro próximo, contribuir para o aumento da renda familiar. “Todas são caprichosas e se esforçaram bastante para que o trabalho seja excelente. É possível perceber a diferença entre a primeira peça produzida e a última. E, apesar do pouco tempo de curso, as meninas evoluíram muito”, ressaltou Mayara.

encerramento-projeto-ecopostal-palmas-3

Aluna do Ecopostal, Aline Carmo Lima, 29 anos, casada, dona de casa e mãe de três filhos, confirma a evolução na costura ao longo do projeto. “Quando eu cheguei, não sabia nem colocar uma linha na agulha. Agradeço muito pela paciência de todos ao me ensinar”, contou. Beneficiária do Bolsa Família, ela também acredita que os aprendizados poderão ajudá-la a melhorar a qualidade de vida de sua família.

Projeto que deu certo!

O projeto Ecopostal iniciou com 12 mulheres e concluiu com nove, as quais se colocaram na posição de aprendizes, independentemente da idade, para que pudessem descobrir na máquina de costura uma forma de ganhar dinheiro com a transformação de materiais recicláveis em produtos únicos e exclusivos.

A presidente do INSL, Ir. Maria Eugênia Ribeiro da Silveira, afirma que foi uma grande alegria poder ver os trabalhos expostos. “Antes de começar o momento do encerramento, passei pelo estande e fiquei em êxtase ao ver cada peça produzida e perceber o quanto elas são talentosas”, pontuou.

O representante dos Correios e apoiador do projeto, Vagner Divino, diz que ações como esta são de extrema importância para a valorização das pessoas em vulnerabilidade social. “É muito gratificante saber que o projeto está mudando a vida de outras pessoas e mudando o olhar de cada uma, pois acreditamos que é possível produzir e empreender reaproveitando materiais”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *