Conversamos com nosso fonoaudiólogo Aécio Pereira, profissional especializado em desenvolver, habilitar e reabilitar a comunicação

Conversamos com nosso fonoaudiólogo Aécio Pereira, profissional especializado em desenvolver, habilitar e reabilitar a comunicação

Conversamos com nosso fonoaudiólogo Aécio Pereira, profissional especializado em desenvolver, habilitar e reabilitar a comunicação

Comemorado no dia 9 de dezembro, último sábado, o Dia do Fonoaudiólogo foi instituído pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa) na data de sua criação em 1983. Pouca gente conhece, de fato, a importância da área em nossas vidas, mas, de forma geral, a Fonoaudiologia tem como objetivo o estudo da comunicação humana no que se refere à linguagem oral e escrita, à fala, à fluência e à voz; das funções neurovegetativas (mastigação, deglutição e funcionamento da respiração); e também atua no desenvolvimento e aperfeiçoamento em relação a distúrbios e diferenças nas funções auditiva, vestibular, cognitiva, estomatognáticas, orofaciais e na deglutição.

Ou seja, é um campo bastante vasto e para entender um pouco melhor a profissão, conversamos com Aécio Bruno Pereira Ferreira, fonoaudiólogo do Centro de Reabilitação Nossa Senhora de Lourdes (CRNSL) desde 2016.

Aécio, o que motivou você a ser fonoaudiólogo?
Já formado há mais de 9 anos pela Universidade Ceuma, de São Luís do Maranhão, escolhi a Fonoaudiologia como a minha profissão por ser uma área nova e com grande potencial de crescimento. Além disso, por ser um trabalho que cuida da comunicação, aspecto fundamental para a nossa evolução como seres humanos. O que seria de nós sem a comunicação?

Como você definiria a fonoaudiologia?
A fonoaudiologia é responsável pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento das habilidade de comunicação e deglutição. O fonoaudiólogo é um profissional de saúde que atua de forma autônoma e independente nos setores público e privado. 

Quais os principais desafios de sua profissão?
É preciso estar sempre em busca de novas pesquisas, técnicas e estudos com o único objetivo de trazer mais bem-estar e qualidade de vida aos nosso pacientes.

Como é o seu trabalho no Centro de Reabilitação Nossa Senhora de Lourdes e que diferenciais você enxerga na nossa instituição?
É realizado um belíssimo trabalho no CRNSL de forma integrada e interdisciplinar, com discussão de todos os casos clínicos e planos terapêuticos visando não apenas o tratamento de uma patologia, mas olhando para o paciente como um todo. Aqui somos incentivados a dar uma nova vida aos nossos pacientes, resgatando sua vontade de viver.

O que diria aos jovens que estão pensando em seguir carreira em fonoaudiologia?
Diria que é uma excelente profissão, ainda com grandes perspectivas de crescimento, pois trata-se de um mercado muito amplo, uma vez que a comunicação é essencial para que possamos nos desenvolver e evoluir. Além disso, ressalto e garanto que quem se comunica bem está sempre a frente.

Curtiu o trabalho do fonoaudiólogo? Abaixo, listamos e explicamos brevemente as principais áreas em que atua a fonoaudiologia:

  • Linguagem: previne e trata os distúrbios na fala e na escrita para ajudar crianças com dificuldade de aprendizagem, por meio de uma comunicação suplementar ou alternativa. Além disso, essa área também trata de adultos com sequelas na fala após uma doença ou acidente, por exemplo.
  • Voz: aqui o profissional utiliza técnicas para aperfeiçoar articulação, respiração, entonação e pronúncia, também atuando na manutenção da voz, prevenção e tratamento de rouquidão e problemas nas cordas vocais.
  • Motricidade oral: nessa área, são tratados problemas físicos, como dificuldade de sucção, deglutição, mastigação, respiração e até da fala por dificuldades motoras.
  • Audiologia: como o próprio nome sugere, a área de audiologia diagnostica, previne, adapta e corrige problemas de audição.

Enfim, há uma série de razões para se buscar a ajuda do profissional, uma vez que a dificuldade de comunicação traz também problemas para a vida social. Veja aqui 11 motivos para procurar um fonoaudiólogo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *